Quais as Diferenças Entre Ateu e Agnóstico?

Entre tantas definições que existem no estudo da religião, pode ser fácil se confundir ou até mesmo não compreender o que algumas palavras realmente significam. Provavelmente você já escutou alguém se autointitulado ateu ou agnóstico por aí. Mas o que isso significa afinal?

Um agnóstico é uma pessoa que acredita ou não em deus? Ateus negam o que existe na bíblia cristã, mas acreditam em alguma outra religião? Se você já se questionou sobre o assunto, não se preocupe! Esse tipo de dúvida é muito mais comum do que você pode imaginar.

A principal diferença entre o ateísmo e o agnosticismo é que o ateu não acredita em deuses e negam sua existência, enquanto o agnóstico afirma não haver certeza se os deuses existem ou não. Acompanhe a leitura a seguir e saiba mais!

O que é um ateu?

O significado de ateu é alguém que não acredita em deuses, não importa quais sejam suas razões ou como eles abordam a questão de saber se existem de fato.

O que é um agnóstico?

É possível dizer que é alguém que desconhece os deuses, e não reivindica saber se existem ou não. Ou seja, o ateísmo envolve o que uma pessoa acredita ou não, enquanto o agnosticismo envolve o que uma pessoa conhece ou não sabe. A crença e o conhecimento estão relacionados, porém, são questões diferentes.

Existe ateu agnóstico?

Muitas pessoas têm a impressão equivocada de que o agnosticismo e o ateísmo são mutuamente exclusivos, porém, o “não saber” não exclui necessariamente o “não acredito”.

Um agnóstico pode ser ateísta ou teísta. 

O ateísta não acredita na existência de um deus, nem na prova de sua existência. O teísta admite a possibilidade de existência de um deus, mas não consegue provar sua existência.

Em que os agnósticos e ateus acreditam?

Os ateus não acreditam em deuses ou doutrinas religiosas e, para eles, não existe vida após a morte, seja positiva ou negativa, ou esta não é possível de ser provada com base em evidências disponíveis.

Ateus acreditam que os seres humanos são responsáveis pelo seu próprio bem-estar (ou destruição). Por isso, as orações não têm nenhum resultado. Argumentam que a religião tem um efeito negativo sobre a humanidade.

Os agnósticos têm uma relação mais incerta sobre crença, sentindo-se inseguros sobre a afirmação de existência ou inexistência de deuses. Para alguns agnósticos, é impossível para alguém provar ou refutar a existência de Deus.

Para os agnósticos apáticos, a questão da existência de Deus é irrelevante e sem importância.

Leia também: ENTENDA A RELAÇÃO ENTRE RELIGIÃO E CIÊNCIA

Cientistas contra e a favor de um Deus
Albert Einstein

O pai da teoria da relatividade geral, um dos pilares da física moderna ao lado da mecânica quântica, o físico alemão Albert Einstein era agnóstico assumido. Ou seja, ele aceitava que Deus poderia existir, mas não poderia comprovar essa existência.

Stephen Hawking

Quem não se emociona ao assistir o filme ‘A Teoria de Tudo’, inspirado na vida do cientista britânico Stephen William Hawking?

O cientista é considerado um dos mais importantes da atualidade e também se diz ateu. O estudioso afirma que o universo é regido pelas leis da ciência. E ela é a autoridade máxima quando o assunto é o universo.

Isaac Newton

Fundador da física teórica clássica, Isaac Newton era crente na existência de um Deus. Ele afirmava que o movimento, as órbitas dos planetas e a composição da matéria eram definidos por Deus. Por isso, o cientista estudava bastante a bíblia.

Francis Collins

“Descobri que há uma harmonia maravilhosa nas verdades complementares da fé e da ciência. O Deus da Bíblia é também o Deus do genoma. Deus pode ser encontrado na catedral e no laboratório. Investigando a criação incrível e majestosa de Deus, a ciência pode na verdade ser uma forma de louvor”. A frase é do cientista Francis Collins, diretor do Projeto Genoma Humano.

Como a THÉLOS compreende esta variável DEUS!
REAL CONCEITO DE DEUS

Tanto a compreensão do Agnóstico quanto a compreensão do Ateu, de certa maneira estão corretas. Calma! Vamos explicar resumidamente aqui, mas em nossos estudos aprofundamos nesta compreensão em nosso encontro – “O REAL CONCEITO DE DEUS”. 

Para trabalharmos um pouco este conceito, vamos nos valer de um importante expoente da humanidade, a quem foi atribuída a seguinte frase:- “Apresente-me um DEUS que eu possa amá-lo, e eu o amarei”. Não sei afirmar se esta frase é realmente do Pensador François-Marie Arouet, mais conhecido pelo pseudônimo Voltaire, mas ainda que não seja, pode fazer todo o sentido para ele. Voltaire não era contra DEUS, mas era contra o DEUS que a Igreja, o Cristianismo impunha que todos aceitassem, e portanto para os moldes da humanidade religiosa, Voltaire é um Ateu e um Agnóstico, pois ele cria em DEUS, mas não na existência do DEUS da Igreja.

Voltaire é um filósofo crítico ao Catolicismo Romano, à mitologia Cristã oferecida em seu tempo, e ainda é em nossos dias. 

Um DEUS pessoa!

Não!

Para Voltaire, DEUS é um SER SUPREMO, a CAUSA de todas as coisas que existem, e por este motivo ELE não pode existir, pois isto iria ferir a própria lógica. Sendo assim, o DEUS de Voltaire É o Creador (Creador e não criador,  mas isto é tema para você ver em nossos encontros e estudos) de todas as coisas que existem, mas é transcendente a elas. Se ELE existisse seria a própria coisa Creada por ELE, e aí temos uma ruptura lógica.

Em sua “VISÃO DE PROPÓSITO-PLANO”, o Pensador J.B.CASTRO, Presidente-Fundador da THÉLOS detalha de forma brilhante este TEMA trabalhado para que não somente tenhamos a compreensão matemática sobre este assunto, mas também como poder usufruir Qualitativamente DESTE que se revela nas Escrituras Sagradas como “EU SOU O QUE SOU”. Através da Equação da Vida Crística, explanada através da VISÃO DE PROPÓSITO-PLANO você entrará em contato com o TODO através do Conhecimento-Graça para ativar todas as chaves das suas 4 Faculdades – Fisico-Mental-Emocional-Essencial, e viver a UNIDADE com AQUILO QUE É!

…fim…

E se você tem interesse em estudar e se aprofundar sobre o real significado da vida, conheça a Thelos! Nosso principal objetivo é consolidar, ensinar e vivenciar o Conhecimento do Propósito Plano da Suprema Divindade em Deus!

Curtiu o conteúdo?

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no LinkedIn
Compartilhe no WhatsApp

Deixe o seu comentário!