Céu e Inferno Existem?

Você tem a convicção de que o céu e o inferno existem?

Esse é um tema muito difícil de trabalhar porque precisamos de mais recursos para compreender algo que está além da mente humana e passar para vocês um pouco dessa compreensão de céus e inferno.

A Bíblia e outras escrituras sagradas falam sempre de dois resultados no homem que o conduz para uma vida no Céu de eternidade, ou inferno de sofrimento.

É notório que as pessoas refletem sobre a existência destes dois locais, ponderando sobre questões físicas, espirituais, filosóficas, científicas, etc. Muito se discute em grupos de estudo e em conversas entre a família e os amigos, além de ser um tema amplamente comentado nos meios de comunicação e na internet.

O que realmente intriga a todos é como o céu e o inferno são de fato e o que há neles. Isso traz uma curiosidade tremenda por parte dos fiéis e até de quem não segue alguma religião.

Nós organizamos algumas informações para te ajudar na compreensão sobre se o céu e o inferno existem, bem como para enriquecer os debates acerca do tópico.

Também consideramos relevante destacar algumas passagens da Bíblia que falam sobre o céu e o inferno, dando um panorama melhor sobre os locais.

Confira logo abaixo alguns tópicos que vão esclarecer todas as dúvidas que você tiver.

 

O que é o céu?

Existe o entendimento de que há o céu como a atmosfera (local das nuvens), o céu como o espaço (local de planetas e estrelas) e o céu de Eternidade, onde habitará os Filhos de Deus que forem salvos.

Acredita-se que os seres humanos salvos da segunda morte do apocalipse vão estar em céus como está escrito na bíblia de Deus, onde veremos todo o Seu poder e a Sua glória.

 

Passagens bíblicas que falam sobre o céu

“Na casa de meu Pai há muitos aposentos; se não fosse assim, eu teria dito a vocês. Vou preparar lugar para vocês” (João 14:2).

Quando Jesus diz há 2.000 anos atrás sobre na casa do meu Pai, não quer dizer que será uma casa da forma que eles conheciam na época e nem nas mansões que nós conhecemos hoje, porque sabemos que essas casas com o tempo serão desfeitas, mas essa era linguagem que eles podiam compreender aquilo que o Cristo estava ensinando e como Ele poderia dizer das coisas celestiais e se nem as terrenas aquele povo conseguia entender, foi o que Jesus disse ao doutor da lei e um dos principais da sinagoga (Nicodemos).

Se vos falei de coisas terrestres, e não crestes, como crereis, se vos falar das celestiais?

Se o céu é algo de eternidade, então o tempo, lugar já não existe mais, é outra dimensão, os corpos já não serão mais de carne e ossos porque isso ficou no tempo, O Apostolo Paulo fala de corpos celestiais, é de uma outra natureza que não é mais terrena e nem temporal.

(João 3:12)

“Mas acumulem para vocês tesouros nos céus, onde a traça e a ferrugem não destroem e onde os ladrões não arrombam nem furtam. Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração” (Mateus 6:20-21).

Que coisas são essas que valem mais do que ouro e a prata? É algo qualitativo e não quantitativo como dinheiro, ações na bolsa, ouros e coisas temporais.

“A nossa cidadania, porém, está nos céus, de onde esperamos ansiosamente o Salvador, o Senhor Jesus Cristo. Pelo poder que o capacita a colocar todas as coisas debaixo do seu domínio, ele transformará os nossos corpos humilhados, tornando-os semelhantes ao seu corpo glorioso” (Filipenses 3:20-21).

“Assim diz o Senhor: ‘O céu é o meu trono; e a terra, o estrado dos meus pés. Que espécie de casa vocês me edificarão? É este o meu lugar de descanso?’” (Isaías 66:1).

“Sabemos que, se for destruída a temporária habitação terrena em que vivemos, temos da parte de Deus um edifício, uma casa eterna nos céus, não construída por mãos humanas” (2 Coríntios 5:1).

 

O que é o inferno?

Há um pensamento claro sobre o inferno ser um lugar destinado ao sofrimento daqueles que não tiveram as condutas julgadas corretas por Deus ao longo da vida. Os pecadores,  aqueles que falharam no seu processo de formação dos filhos de Deus permanecerão nesse lago de fogo.

O inferno é o oposto ao céu, quando o Apostolo Paulo diz em uma de suas cartas: que aquilo que Deus preparou para os seus filhos, nem olho viu, nem o coração sentiu e jamais passou pela nossa mente. O Apostolo Paulo está dizendo que está além da compreensão e sentimentos humanos, nós não poderemos ter essa experiencia na existência terrena porque o nosso corpo humano não tem a capacidade de suportar a glória que em nós há de ser revelada.

Paulo de Tarso está falando dos céus, o sofrimento da segunda morte que as pessoas chamam de inferno ou lago de fogo e enxofre é o oposto da experiencia dos céus.

Esse sofrimento da segunda morte chamado de inferno é tão terrível que nenhum humano suporta.

“Mas os covardes, os incrédulos, os depravados, os assassinos, os que cometem imoralidade sexual, os que praticam feitiçaria, os idólatras e todos os mentirosos – o lugar deles será no lago de fogo que arde com enxofre. Esta é a segunda morte” (Apocalipse 21:8).

“O mar entregou os mortos que nele havia, e a morte e o Hades entregaram os mortos que neles havia; e cada um foi julgado de acordo com o que tinha feito. Então a morte e o Hades foram lançados no lago de fogo. O lago de fogo é a segunda morte. Aqueles cujos nomes não foram encontrados no livro da vida foram lançados no lago de fogo” (Apocalipse 20:13-15).

“O Filho do homem enviará os seus anjos, e eles tirarão do seu Reino tudo o que faz cair no pecado e todos os que praticam o mal. Eles os lançarão na fornalha ardente, onde haverá choro e ranger de dentes” (Mateus 13:41-42).

 

Afinal de contas, o céu e o inferno existem?

Para definir com precisão se o céu e o inferno efetivamente existem, é preciso se voltar para as Escrituras Sagradas. Ao longo de todos os textos, nós podemos ter uma visão clara e um pensamento lúcido sobre o céu e o inferno.

A Palavra de Deus nos diz, inúmeras vezes, que devemos seguir uma conduta correta. Se praticarmos o mal, vamos para ao inferno como pecadores; se vivermos como pessoas justas, partiremos para o céu e estaremos ao lado de Deus com toda a Sua graça.

Querendo ou não, o livre-arbítrio está relacionado em acreditar ou não na existência concreta do céu e do inferno, cabendo ao fiel decidir qual será a sua conduta, e se diante da sua existência terrena

Confira também: Livre-Arbítrio: Qual o significado e o que a Bíblia diz a respeito

Temos acesso aos ensinamentos deixados por Deus por meio da Bíblia, onde encontramos diversas respostas para os questionamentos que temos sobre a vida. O céu e o inferno, como conceitos bíblicos, servem para nos educar e trazer luz às dúvidas sobre nossos atos.
Crer que o céu e o inferno existem é uma questão particular de cada um, mas acreditar neles também é uma forma de estar próximo Deus.

Se você quiser estudar esses temas com mais profundidade, basta clicar aqui e conhecer os cursos que nós, da Thelos, oferecemos.

Queremos te ouvir, então deixe a sua opinião aqui embaixo nos comentários. Se você gostou deste artigo, compartilhe com pessoas próximas e acesse o nosso blog para ler mais materiais com temas relacionados.

Curtiu o conteúdo?

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no LinkedIn
Compartilhe no WhatsApp

Deixe o seu comentário!