Religião e espiritualidade para idosos

A religião e a espiritualidade são conceitos parecidos, mas não idênticos. A religião é geralmente vista como a base mais institucional, estruturada e envolve atividades, rituais e práticas mais tradicionais. A espiritualidade refere-se ao intangível e imaterial e, por isso, pode ser considerada um termo mais geral, não associado a determinado grupo ou organização. É possível referir-se a sentimentos, pensamentos, experiências e comportamentos relacionados com a alma ou busca do sagrado.

Quando falamos em espiritualidade para muitos parecem algo sobrenatural que foge da consciência da pessoa, ou é algo que encarna ou incorpora, sempre é algo de fora para dentro e essa é a maneira religiosa e limitada de compreender as coisas básicas do Sagrado

Para entender melhor um exemplo é o exercício físico aeróbico e musculação que hoje tem vários trabalhos científicos comprovando a sua eficácia que além do físico melhora a mente e as emoções, então quer dizer que uma pessoa que pratica exercícios físicos pode melhorar emoções, sentimentos, autoestima, sono, etc

Os grandes mestres e filósofos da história sempre ensinaram uma espiritualidade de dentro para fora: Conhece-te a ti mesmo, o Reino de Deus está em vós e muitos outros

A religião ajuda muitos idosos por causa da espiritualidade, do convívio, e outros. Mas muitos idosos que buscam a lógica e que questionam o porquê do Universo, de onde procedeu todas as coisas, por que eu nasci, por que somos bons, por que somos maus, para onde iremos pós morte, Deus existe, se existe teve um começo porque tudo o que existe tem um começo meio e um fim…

Para esses idosos a religião não sustenta os seus anseios, eles querem respostas coerentes e logicas
Para os idosos mais questionadores é preciso um lugar que os incentive ao questionamento com coerência , a investigação do conhecimento Lógico e um motivo que possa desenvolver os seus talentos, e poucos são esses lugares, muitas vezes passam a vida inteira e não acham esses lugares que são verdadeiros oásis para os inquietos e que pensam fora da caixinha

Curtiu o conteúdo?

Compartilhe no Facebook
Compartilhe no Twitter
Compartilhe no LinkedIn
Compartilhe no WhatsApp

Deixe o seu comentário!