Qual é a influência da religião na felicidade?

O que deixa as pessoas felizes? Essa pergunta pode ser difícil de responder, visto que  felicidade vem sendo discutida ao longo da história. Filósofos, pensadores e ativistas, como Aristipo, Aristóteles, Zhuangzi, Jean Jacques Rousseau, Jeremy Benthan e Bertrand Russell, consideram a felicidade e a satisfação com a vida um dos maiores objetivos da motivação humana.

Mas felicidade e satisfação com a vida podem ser difíceis de definir. Embora ambas façam parte do bem-estar de uma pessoa, a felicidade se refere às emoções, sentimentos ou estados de espírito de um indivíduo. 

A satisfação com a vida, por outro lado, tem mais a ver com a maneira como as pessoas pensam sobre sua vida como um todo – incluindo seus relacionamentos.

Continue a leitura a seguir e saiba mais sobre o assunto!

O que é a felicidade?

É difícil definir, pois o que torna uma pessoa feliz pode ser indiferente para outra. Mas podemos dizer que é basicamente um estado de espírito. Grande parte das pessoas deseja uma vida onde as alegrias momentâneas de êxtase possam, de alguma forma, se tornar permanentes. 

Mas a real alegria brota ao praticarmos a fé em nós mesmos, na vida e no modo como a conduzimos através de nossas crenças.

Qual é a visão de Rohden sobre a felicidade?

Rohden acreditava que a falta deste “autoconhecimento”, era a causa de todos os nossos problemas, individuais, domésticos, nacionais e até internacionais! Para ele, era necessário em primeiro lugar, que o homem conhecesse aquilo que compõe a sua natureza, ou seja, o “Ego” (corpo, mente e emoções) e o “Eu” (alma, ou, espírito, ou, essência). 

Somente depois de conhecer a “fonte” (Eu) e seus “canais” (Ego), dizia Rohden, é possível ao homem ligar esta fonte aos canais. A isto ele denominava de “autoconhecimento” e “auto-realização”.

Leia também SOFRIMENTO E REENCARNAÇÃO: ENTENDA A RELAÇÃO

Como a religião influencia na felicidade?

O que talvez deva ser surpreendente que os cientistas tenham descoberto, é que aqueles que possuem uma prática espiritual ou que seguem crenças religiosas tendem a ser mais felizes do que aqueles que não o fazem. 

Muitos estudos descobriram que pessoas religiosas tendem a ser menos deprimidas e menos ansiosas do que os descrentes, mais capazes de lidar com as dificuldades da vida do que os não-religiosos. 

Alguns especialistas afirmam que acreditar em uma religião dá às pessoas um maior senso de propósito e significado na vida do que apenas um ponto de vista secular, e isso pode ajudá-lo a atravessar os períodos difíceis e elevar os mais elevados. 

Pode ser que a crença na vida após a morte – algo que quase todas as religiões tradicionais têm em comum – pode torná-lo mais feliz nesta, sabendo que você está se dirigindo para algo melhor. (Esse seria o ópio que Karl Marx acreditava que a religião oferece às massas oprimidas.) Jesus disse a seus fiéis que “a recompensa é grande no céu”, mas essa promessa parece valer a pena aqui e agora também.

Além de que, a felicidade pode ser explicada inteiramente por um aumento nas amizades íntimas em um centro religioso, já que os frequentadores compartilham uma certa identidade social e um sentimento de pertencimento a uma comunidade de fé moral. 

O fato é que pertencer a um grupo de amigos seculares que se envolvem em atividades significativas e compartilham uma identidade social também pode aumentar a satisfação com a vida, de modo geral.

Como a Thelos define a felicidade?

A Thelos defende que, ainda hoje, você poderá entrar em harmonia com o Universo e provar algo de extraordinário, o influxo da alegria, do contentamento extasiante que sem nenhum motivo específico, de fora, o justifique. Isto é o início de um Novo Alvorecer de Indizível Felicidade. 

Ainda hoje, você poderá provar da Água Viva de uma Vida Divina que realmente satisfaz a sede do Espírito. Ainda hoje, você poderá entrar em contato íntimo e delicioso com o Amor Infinito que procede do Todo-Poderoso e que inundará o seu coração cansado e abatido, de Gozo e Paz procedente de um Mundo Desconhecido! 

Ainda hoje, você poderá recobrar em seu lar e entre seus familiares um ambiente de Amor e Paz, Harmonia e Compreensão, Amizade Fraternal e Alegria de Viver. Você poderá conscientemente compreender a grandiosa razão da sua Vida e sua Gloriosa Missão Existencial. Você poderá ter a Visão Luminosa que satisfaz, que compensa as decepções, sofrimentos Físicos, Mentais, Emocionais e Espirituais, os quais são aproveitados como experiência valiosa na Formação de Filho do Deus Altíssimo, que é o sentido da sua Vida e da Existência de Todas as Coisas! 

Até hoje, até este momento, você andou em Densas Trevas, sem saber de onde veio, o que está fazendo aqui e para onde irá depois da Morte de seu Corpo Físico; você ainda não encontrou o Caminho de Luz que conduz a todo Homem de Boa Vontade, isto é, que não faz oposição ao Poder Supremo, mas que se deixa conduzir por Ele no seu Destino Final, para ser a Maior Obra de Arte do Creador dos Mundos, em Todas as Dimensões

Se interessou em saber mais sobre o assunto e gostaria de se aprofundar? Visite o nosso site e conheça os nossos cursos!

Curtiu o conteúdo?

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on linkedin
Compartilhe no LinkedIn
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp

Deixe o seu comentário!