A Experiência de Deus

Neste áudio, gravado na década de 70, o professor Huberto Rohden, inicia sua aula, dizendo conhecer os quatro continentes, menos, a Austrália. Sendo assim, tinha autoridade para afirmar, que grande parte da humanidade, estava entrando numa nova dimensão de consciência, ou seja, ultrapassando a “crença” e entrando na “experiência” de Deus.

Para Rohden, “crer” era aceitar testemunhos alheios. Tais como os de grandes iniciados da humanidade – Moisés, Elias, Jesus, Buda, Francisco de Assis, Gandhi, entre outros.

Mas, “experiência”, era ter a própria “certeza”de Deus. Dizia que muitos falavam “de” Deus (descrença), outros, falavam “com” Deus (crença-oração), poucos, permitiam que Deus falasse (experiência). Afirmava ainda que “enquanto eu falo, Deus cala”, portanto, é necessário um silêncio total, físico, mental e emocional. Não ouvir, não pensar e não desejar nada, estando plenamente consciente, em espírito e em verdade.

Para Rohden, onde há uma vacuidade (ego esvaziamento), acontece uma plenitude (cosmo plenitude). A crença, dizia, nos dá dúvidas. Já a experiência, nos dá certeza, que nos traz paz e felicidade.

A meditação silenciosa, para Rohden, era o caminho para se atingir a experiência de Deus.

Rohden, afirmava também que a maior mensagem da humanidade veio da Palestina, de Jesus, o Cristo, e que para atingir a “alma” do Evangelho, era necessário ultrapassar as crenças teológicas, pois, a consciência da paternidade única de Deus (mística), transborda, na vivência da fraternidade universal dos homens (ética).

A vertical da mística, transbordando na horizontal da ética, resolveria todos os problemas da humanidade.

O professor Rohden, deixou neste áudio, algumas “setas” no caminho, para quem desejar sair do “zero” de uma existência de fatos, e realizar “valores” dentro de si!

Claudio Campos

Diadema, 31/03/2010

Curtiu o conteúdo?

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on linkedin
Compartilhe no LinkedIn
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp

Deixe o seu comentário!