Entenda os Milagres Mais Notáveis Atribuídos a Jesus e Sua Importância na Demonstração de Sua Divindade

thélos

JESUS, o CRISTO, é reconhecido por seus milagres extraordinários que seguem na mente das pessoas através dos séculos. Estes atos sobrenaturais, no sentido da experiência que transcende as condições naturais observadas empiricamente, são cruciais para entendermos a verdadeira essência de sua condição de FILHO DO HOMEM gerado FILHO DE DEUS, e por consequência, tornando-se o DEUS VISÍVEL, conforme declarações por exemplo no texto sagrado de Colossenses (Cl 2: 9).

O FILHO DO HOMEM, porque as Escrituras deixam registrado que o indivíduo que recebe esta qualificação é um indivíduo do gênero humano.

Neste artigo, vamos explorar alguns dos milagres mais notáveis atribuídos a JESUS, o CRISTO, e como eles desempenham um papel fundamental na demonstração de sua natureza divina. Leia todos os tópicos com bastante atenção e anote os trechos que você julgar mais importantes.

Transformação da água em vinho: um sinal de abundância e transcendência

Um dos milagres mais emblemáticos e o primeiro de JESUS, o CRISTO, ocorreu em um casamento em Caná da Galileia, quando ele transformou água em vinho.

Este gesto vai além da simples transformação de elementos e simboliza a abundância e a transcendência que o FILHO DO HOMEM traz às vidas das pessoas durante todo o seu ministério. É importante compreendermos esta transição singular e sobrenatural de Jesus, FILHO DO HOMEM, para O Cristo, FILHO DE DEUS. Esta transformação que ocorre nas 4 Faculdades do homem Jesus pode ser conferida em uma das narrativas das Escrituras Sagradas, como por exemplo no texto do Apóstolo Paulo em sua carta aos Hebreus (Hb 1: 5), onde o escritor em sua intuição crística confirma a amplitude do poema de Davi registrado nos Salmos (Sl 2: 7).

O Apóstolo Paulo justamente busca demonstrar a grandeza desta transformação Qualitativa Crística, como chamamos na THÉLOS ASSOCIAÇÃO CULTURAL CRÍSTICA, concretizando a proposição de DEUS conforme o Postulado registrado no Livro de Gênesis (Gn 1:26) e confirmado pelo mesmo Apóstolo Paulo em sua carta aos Romanos (Rm 8: 18). Daí também a afirmação de Jesus quando diz “Eu sou o caminho, a verdade e a vida”, no Evangelho de João (Jo 14: 6), ou seja, ELE é o caminho, a verdade e a vida que é o completo resultado da realização de Gn 1: 26.

Naquele momento, ele mostrou não apenas seu poder sobre a matéria, mas também sua capacidade de transformar situações comuns em experiências extraordinárias.

Como registrado em João 2:6-10, esse milagre revela sua condição de FILHO DO HOMEM conectado em DEUS, conforme ele mesmo afirma em registros deixados nas Escrituras Sagradas, como vemos no próprio Evangelho de João (Jo 10: 30). Esta relação não é quantitativa expressando que Jesus e DEUS é 1 (uma pessoa), mas é uma relação Qualitativa demonstrando uma conexão onde não há variação, oscilação, perturbação para  ao manifestar a alegria e a plenitude que ele proporciona durante a realização do milagre.

A cura do paralítico: uma demonstração de poder e autoridade sobre a doença

Outro milagre notável é a cura do paralítico, narrada nos Evangelhos Sinópticos (Mateus 9:2-7, Marcos 2:3-11, Lucas 5:18-26).

Nesse episódio, JESUS, o CRISTO, restaurou a saúde física e demonstrou seu poder sobre o pecado ao perdoar os pecados do homem paralítico. Este conceito de pecado também precisa ser compreendido. De qual pecado esta se falando? O que Jesus quer registrar quando a narrativa do texto sagrado sugere um homem paralítico como resultado do fato dele ser um pecador? É muito importante estudarmos a etimologia das palavras para uma compreensão mais ampla. Vamos conhecer um pouco esta palavra:-

A palavra “pecado” tem origens diferentes em latim e grego:

do Latim:

A palavra “pecado” em latim é derivada do termo “peccatum”. A etimologia da palavra “peccatum” remonta ao verbo latino “peccare”, que significa “errar” ou “cometer um erro”. A ideia subjacente é que o pecado envolve um erro ou desvio;

do Grego:

Em grego, a palavra equivalente a “pecado” é “ἁμαρτία” (hamartia). A etimologia da palavra “hamartia” não está relacionada com o erro, mas sim com o ato de “errar o alvo”. Deriva do verbo grego “ἁμαρτάνω” (hamartanō), que significa “errar o alvo” ou “falhar em atingir o alvo”. Portanto, em grego antigo, “hamartia” denota a ideia de desviar-se do caminho correto ou errar o alvo.

Ambas as palavras, em latim e grego, estão associadas à ideia de cometer um erro, desobedecer condições pré-estabelecidas, e afastar-se da linha tênue que leva ao acerto do alvo. Esses termos são fundamentais para a compreensão do conceito de pecado em contextos religiosos nas tradições cristãs e antigas.

Entendendo com maior amplitude, Jesus É conhecedor do PROPÓSITO-PLANO de DEUS, para o homem (humanidade) conforme registrado em Gn 1: 26, do qual ELE, após passar pela transformação Qualitativa Crística de FILHO DO HOMEM para FILHO DE DEUS, concretizou a proposição e registrou ser “o caminho, a verdade e a vida” para todo aquele que desejar o mesmo resultado.

Sendo assim a amplitude da aplicação do adjetivo de “pecador” ao homem paralítico, não é um peso, ou uma consequência para a sua paralisia, mas é porque aquele homem não estava gerando em si a Qualidade Crística necessária para a realização de Gn 1: 26, tendo por consequência a geração Qualitativa oposta, ou seja, a anticrística.

Mas, retornando ao relato do milagre, essa interconexão entre cura física e perdão espiritual revela em detalhes a integralidade da sua conexão com DEUS. 

Ao curar o paralítico, o Nazareno aliviou o sofrimento físico e afirmou sua autoridade sobre a vida daquele homem e a possibilidade de uma transformação qualitativa da condição em que este se encontrava, dando uma nova oportunidade de atualização crística da Qualidade das suas 4 Faculdades, mas isto é um assunto para outro texto a ser trabalhado por nós.

Multiplicação dos pães e peixes: sinal de provisão e suficiência divina

O episódio da multiplicação dos pães e peixes é um dos milagres mais conhecidos e significativos. Registrado em todos os quatro Evangelhos (Mateus 14:13-21, Marcos 6:30-44, Lucas 9:10-17, João 6:1-15), esse milagre destaca a generosidade e a dependência de Jesus em DEUS para manifestação dos poderes que lhe são conferidos. 

Quando alimentou milhares de pessoas com poucos pães e peixes, ele saciou a fome física e simbolizou sua capacidade de satisfazer as necessidades mais profundas da individualidade humana, em suas 4 Faculdades (alma). 

Este milagre é uma poderosa demonstração de poder e revela que ELE é o verdadeiro pão da vida que sustenta e nutre plenamente a integralidade humana (4 Faculdades Fisico-Mental-Emocional-Essencial).

Ressurreição de Lázaro: a superação definitiva da morte

A ressurreição de Lázaro, conforme descrito em João 11:1-44, é um dos milagres mais impactantes de JESUS, o CRISTO. Neste caso, aquele se tornará O Salvador curou uma doença, restaurou a vida e desafiou a própria morte.

Depois de chamar Lázaro da sepultura, ELE demonstrou sua autoridade sobre o último inimigo da humanidade, a morte existencial.

Esta ressurreição demonstra o potencial de realização crística que Jesus, que se tornará o CRISTO de DEUS, possui, e representa antecipadamente sua própria Nova Geração como FILHO DE DEUS, pois consolida sua vitória sobre o pecado e a morte.

Caminhar sobre as águas: domínio sobre a natureza incontrolável

O relato de JESUS, o CRISTO, caminhar sobre as águas, encontrado em Mateus 14:22-33, Marcos 6:45-52 e João 6:16-21, destaca seu domínio sobre as forças naturais aparentemente incontroláveis.

Por desafiar as leis da física, Ele demonstrou sua condição Qualitativa Crística em conexão com DEUS e ofereceu conforto aos seus discípulos em meio às tempestades da vida.

Um ponto importante e relevante é entendermos que em si mesmo, Jesus que será Gerado no CRISTO, no MESSIAS de DEUS, não possui qualquer poder, qualquer condição de divindade e nem é um semi-DEUS. Ele mesmo afirma como já vimos, ser 1(um) com o PAI, com DEUS, conforme trabalhamos anteriormente, afirma que Ele mesmo sem esta conexão estabelecida nada pode fazer, conforme vemos no Evangelho de João capítulo 5 (Jo 5: 30) – “Eu não posso de mim mesmo fazer coisa alguma. Como ouço, assim julgo; e o meu juízo é justo, porque não busco a minha vontade, mas a vontade do Pai que me enviou.”. Nesta passagem, Jesus está enfatizando Sua dependência em DEUS, e Sua submissão à vontade de DEUS. Ele está ensinando que Sua ação e realização estão alinhados com a vontade do Pai, e Ele não age independentemente dEle (DEUS). 

Este milagre é uma exibição de poder e uma promessa de que, mesmo nas águas turbulentas de nossas dificuldades, o Redentor está presente para nos guiar e sustentar.

Leia este artigo também: Mulheres na Bíblia: Como Elas Influenciam as Percepções de Gênero e Espiritualidade

Cura da mulher com hemorragia: toque transformador de sua divindade

A narrativa da mulher com hemorragia, registrada em Mateus 9:20-22, Marcos 5:25-34 e Lucas 8:43-48, revela o toque transformador de JESUS, o CRISTO.

Assim que cura a mulher, após ter sido tocado por ela, portanto com um simples toque em suas vestes, Ele restaurou a saúde física da mulher e também a reintegrou à comunidade.

Este milagre ressalta a eficácia do poder curativo que lhe é conferido, e a compaixão da sua humanidade pela condição e mazelas humanas. O Messias cura mais do que corpos, Ele restaura vidas e dignidade.

Expulsão dos demônios: autoridade sobre as forças espirituais

Em diversos momentos, JESUS, o CRISTO, exerceu a autoridade que lhe É dada sobre demônios em uma confirmação do seu controle sobre as forças espirituais do mal, as forças celestiais da maldade como menciona o Apóstolo Paulo em sua Carta aos Efésios (Ef 6: 12).

Um exemplo marcante é a expulsão de demônios em Gadara, conforme descrito em Mateus 8:28-34, Marcos 5:1-20 e Lucas 8:26-39.

Esse milagre reforça a autoridade do FILHO DO HOMEM sobre entidades malignas e simboliza sua missão de libertar as pessoas da escravidão espiritual, da possessão das Frequências de UNIDADE-IMPERFEIÇÃO, pois ele enfrenta o visível e o invisível para entregar uma libertação completa às pessoas.

Cura do cego de nascença: revelação da luz divina em meio à escuridão

A cura do cego de nascença, mostrada em João 9:1-7, sublinha a capacidade de JESUS, o CRISTO, de trazer luz para aqueles que vivem na escuridão.

Restaurar a visão ao homem cego desde o nascimento fez com que Ele exibisse sua habilidade de curar enfermidades e simbolizou sua capacidade de revelar a verdade divina aos que estão espiritualmente cegos.

Este milagre é apenas uma cura física, logicamente, mas também uma manifestação da luz divina que dissipa a escuridão da ignorância espiritual.

A pesca milagrosa: chamado para uma jornada de transformação

A narrativa da pesca milagrosa, encontrada em Lucas 5:1-11, fala sobre o chamado dos primeiros discípulos por JESUS, o CRISTO. Quando mencionamos “chamado” é necessário entender que esta convocação está ligada à realização da proposição de DEUS registrada em Gn 1: 26, pois do contrário caímos em uma compreensão subjetiva da verdadeira obra de JESUS.

Com a orientação para que os pescadores a lançassem suas redes após uma noite infrutífera, o O FILHO DO HOMEM os abençoou com uma pesca abundante e representou a transformação que ele traria às vidas daqueles que o seguissem.

Este milagre é uma poderosa representação onde aquele que irá ser transformado qualitativamente no CRISTO de DEUS, supre as necessidades materiais e conduz a uma jornada de transformação espiritual.

Entenda os milagres de JESUS, o CRISTO, através dos cursos da Thélos

Você deseja aprender mais sobre os ensinamentos presentes nos milagres de JESUS, o CRISTO? Então, comece a fazer os cursos da Thélos Associação Cultural Crística.

Com mais de 30 anos de existência e com a missão de apresentar elementos para vidas serem transformadas, o conteúdo trabalhado por nossa associação vai ajudar na transformação da sua visão de vida, do PARADIGMA onde você está estabelecido, vai ampliar a sua compreensão obtida até os dias de hoje. Neste link, você faz a sua pré-matrícula nos cursos.

O que você achou do conteúdo? Deixe a sua opinião para a gente aqui embaixo nos comentários e compartilhe este artigo com os seus amigos que precisam entender os milagres mais notáveis de JESUS, o CRISTO.

Visite o nosso blog e confira mais artigos que nós, da Thélos, elaboramos sobre os milagres de JESUS, o CRISTO, religiosidade, espiritualidade e outros assuntos relacionados.

Sobre nós

Somos uma organização sem fins lucrativos, a serviço da conscientização do Ser Humano sobre o seu valor como indivíduo, diante da Vida.

Publicações recentes

O que dizem as pessoas que estão nessa jornada?

Quer aprofundar os seus estudos e entender o real propósito de sua existência?

Preencha o formulário abaixo e inicie a sua jornada para se tornar um membro da Thélos!

Antes de você sair do site...

Que tal conhecer o nosso blog?

Sempre produzimos novos conteúdos e disponibilizamos de forma gratuita para você compreender cada vez mais o real significado da existência humana na Terra! 

Clique no botão abaixo e conheça o nosso Blog!