Filosofia da Educação/Divórcio

O professor Huberto Rohden escreveu dois livros que tratam sobre o tema “educação”.

O primeiro, com o título “Novos Rumos Para a Educação”. O segundo, “Educação do Homem Integral”.

Este último, também muito lido em Portugal, exigiu do professor Rohden, diversas conferências, tanto no Brasil, quanto em Portugal, onde procurava explicar o que entendia
por Educação do Homem Integral.

Neste áudio, ouviremos o professor Rohden fazer total distinção entre “instrução” e “educação”. Educar é eduzir, isto é, trazer para fora. Instrução é ciência. Para ele, a educação é para o “Eu”, a instrução é para o “Ego”. Explica que podemos ser legalmente bons e moralmente péssimos. Que faz parte de nossa natureza, um juiz interno (Alma, Eu, Consciência) e um grande “pecador” (Ego) que quer justificar todos os nossos erros e as nossas maldades. E que os motivos cívicos e espirituais do porquê devemos “ser bons” (não mentir, não matar, não roubar, não falsificar, etc.) falham totalmente. Medo de cadeia ou castigo póstumo, não exerce nenhum impacto para uma boa conduta, não funciona!

Rohden, afirma que devemos descobrir um motivo de ética, dentro de nós mesmos, acordar o nosso ”juiz” (Eu), para vivermos com ética. E termos sabedoria, para não criar culpas.

Afirma ainda, que a “educação” falha por falta de “verdadeiros” educadores. Que só existe solução de dentro para fora. E para isto é preciso autoconhecimento, que transbordará em auto-realização. Enquanto não houver educadores que realmente “sejam” aquilo que “falam”, não haverá verdadeira educação. Pois o que “somos” troveja muito mais alto do que aquilo que “falamos”. Nossa maldade interior emite auras negativas, assim como o nosso bem interior emite auras positivas, e que um homem intuitivo consegue senti-las.

Entendia Rohden, que só poderá mostrar o caminho, aquele que já o tenha percorrido. Que é inútil tentar fazer alguém “ser” bom, sem que o sejamos primeiro. E onde não existe um homem auto-realizado não existe um verdadeiro educador.

Finaliza este áudio, abordando um tema de extrema importância, o divórcio, dizendo que todos querem resolver os problemas de fora para dentro, e por isso, não há solução.

E que o divórcio é um problema derivado – a origem, você descobrirá ouvindo este áudio!

Help City, 01/05/2010

Claudio Campos

Curtiu o conteúdo?

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on linkedin
Compartilhe no LinkedIn
Share on whatsapp
Compartilhe no WhatsApp

Deixe o seu comentário!